Opiniões (Sem Spoilers) de “A Prometida”

Lembrando que essa é a nossa opinião *pessoal* de A Prometida, que você pode discordar e/ou concordar. Afinal, o senso crítico de alguns pode ser diferente do de outros, e os motivos que nos fazem “gostar” ou “não gostar” de um livro são, mais uma vez, pessoais. A nossa equipe do TSBR leu o livro entramos em conjunto com a mesma opinião, por isso estamos divulgando.

a prometidaaa

*Opiniões (Sem Spoilers) de A Prometida.

“A Prometida” é o novo livro de Kiera Cass, e confesso que a sinopse não nos agradou muito no começo. Quando o livro foi anunciado a primeira coisa que pensamos foi; “sério? A Seleção 2.0?” só que com alguns trechos e informações da série que foram sendo revelados começamos a ficar animados, principalmente ter sido inspirado na Era Tudor e no Século XVI.

E bem, não foi nada como esperávamos. Como fãs de Kiera Cass foi literalmente impossivel não comparar A Prometida com A Seleção, primeiro porque a autora pareceu não conseguir largar a história da America e praticamente “copiou” alguns personagens da série. Como a “Valentina” que é literalmente uma Amberly 2.0, e inclusive algumas cenas. Há uma cena EXATAMENTE igual a de A Seleção quando America fica sem ar e corre para fora do palacio e Maxon aparece. Adivinhem o que aconteceu em A Prometida? Hollis fica sem ar no meio da noite e corre para fora do palácio e Silas aparece. Sem falar em outras cenas e falas que são a cara de A Seleção e você só consegue lembrar do Maxon ou algum outro personagem fazendo.

O livro é sim, muito fraco. Para nós, Kiera Cass era a rainha dos romances e provou isso em A Seleção, entregando para o público um romance de qualidade e totalmente encantador por ser rico em detalhes e momentos excepcionais. Porém desta vez deixou bastante a desejar. O romance de A Prometida (se é que pode se chamar assim) é totalmente mal construído, você não nota evolução alguma no romance dos personagens, você não vê eles evoluindo e se apaixonando conforme os capítulos vão passando. Os personagens não possuem química alguma e tudo soa forçado. Inclusive as falas.

Até o capítulo 18 o livro é completamente descartável e arrastado, com acontecimentos fúteis e parecendo superficiais. Porém, o final do livro nos surpreendeu bastante e foi o que nos poupou de dar 2 estrelas como nota para a leitura. Do capítulo 20 para a frente começa a ficar interessante e os acontecimentos dos últimos capítulos foram os que nos fizeram querer ler o segundo livro. Porque até então era tudo monótono e previsível.

Do mais, Kiera Cass foi bastante perspicaz ao criar um final que prendesse o leitor e os obrigasse a se interessar pelo segundo livro, porque depois do que acontece no final, a gente se pergunta “E agora, o que vai acontecer?” E, só lendo o segundo livro para saber. Se não fosse isso e a história continuasse do jeito que estava, tenho certeza que que nenhum de nós se interessaria em ler o segundo livro. Foi uma estratégia usada pela Kiera pra segurar o público, assim como ela fez em “A Herdeira”, fazendo America ter um ataque cardíaco no final do livro só para obrigar os fãs a lerem “A Coroa” e saber o que acontece com ela.

Ela foi bastante inteligente nesse ponto, e merece os parabéns por isso!

Dito isso, “A Prometida” não é um livro ruim, mas também não é um livro bom. É um livro fraco, com personagens mal construídos e um romance “água com açúcar”. Que sim, começa a ficar interessante, mas só depois da página DUZENTOS, e te surpreende no final e te faz querer ler o segundo livro. Se você é fã de A Seleção e gosta de um “triângulo” amoroso e palácios e o tema realeza, pode ler sem medo pois é uma ótima leitura para passar o tempo. Mas não espere algo muito elaborado e uma história/romance bem construídos porque dessa vez, Kiera Cass não nos entregou.

NOTA: 3/5.

“A Prometida”

Kiera Cass está voltando! A autora está preparada para capturar o coração dos fãs em seu novo livro, “A Prometida”. A história será contada em dois livros, (uma duologia) e o lançamento do primeiro livro já tem data marcada: 5 de maio!

Compre na pré-venda e ganhe um brinde:

Amazon: amzn.to/2wfkM96

Livraria da Vila: bit.ly/2UGDIqM

Submarino: bit.ly/2R5DFm0

Sinopse:

Quando o rei Jameson se declara para a Lady Hollis Brite, ela fica radiante. Afinal, a jovem cresceu no castelo de Keresken, competindo com as outras damas da nobreza pela atenção do rei, e agora finalmente poderá provar seu valor.
Cheia de ideias e opiniões, logo Hollis percebe que, por mais que os sentimentos de Jameson sejam verdadeiros, estar ao seu lado a transformaria num simples enfeite. Tudo fica ainda mais confuso quando ela conhece Silas, um estrangeiro que parece enxergá-la – e aceitá-la – como realmente é. Só que seguir seu coração significaria decepcionar todos à sua volta…
Hollis está diante de uma encruzilhada – qual caminho levará ao seu final feliz?

a prometidaaa

As capas de “A Seleção” ao redor do mundo!

Hoje (24/04 de 2020) ” A Seleção” completa 8 anos de existência desde o seu lançamento os Estados Unidos, o livro foi publicado em mais de 40 países e para comemorar nós do The Selection Brasil reunimos aqui algumas capas que foram modificadas quando lançadas em outro país.

1- Vietnã. (Vietnam).

 

2. Bósnia (Bosnia).

 

3. Suécia (Sweden).

 

4. Irã (Iran).

 

5. Alemanha (Germany).

 

6. Japão (Japan).